Arquivo do mês: setembro 2008

Olha a situação da nossa MPB…

Recebi mais uma corrente por email e resolvi blogar pois tá valendo muito.

Olha a situação da nossa MPB:

– Cazuza e Renato Russo morreram de AIDS;

– Chico Science e Gonzaguinha morreram em terríveis acidentes de carro;

– Marcelo Yuka foi baleado e ficou sem o movimento das pernas e do braço esquerdo;

– Hebert Vianna sofreu um acidente de ultraleve, perdeu a mulher e sofreu danos no cérebro;

– Marcelo Fromer foi atropelado e morreu no hospital;

– Cássia Eller nos deixou, após um coquetel de drogas.

Quem será o próximo?

Ao longo dos anos, o abuso das drogas e do álcool nos tirou: Elvis Presley, Jim Morrison( The Doors), Janis Joplin, Jimi Hendrix, Brian Jones (Rolling Stones), John Bonham(Led Zeppelin),Kurt Cobain(Nirvana), Bradley Nowell (Sublime)…

Outras fatalidades levaram Cliff Burton ( Metallica), Stevie Ray Vaughan, Jonh Lennon, Bob Marley, Rhandy Rhoads, Joe Ramone (Ramones), Frank Sinatra, Fred Mercury, George Harrison (Beatles), Marvin Gaye,Charlie Parker,Jaco Pastorius,Nico Assumpção, Tom Jobim, Vinicius de Morais…

AGORA PARE E PENSE:

QUANTO AOS PAGODEIROS, FUNKEIROS, AXEZEIROS, MORRERAM?????

– O Beto Jamaica cheira o que o nariz não agüenta e não morre, aquela praga;

– Alexandre Pires enche o rabo de cachaça, sai a toda com o seu carro, mata um coitado no meio da rua, não morre e continua compondo aquelas merdas;

– Xandy e Carla Perez, vão piorar ainda mais o futuro do mundo, tendo outros filhos;

– Netinho, do Negritude Júnior tem voz de viado, rebola como viado, parece viado e tem filho que nem coelho;

– E o tal do Rodriguinho, o que ele quer com aquela viseira na cabeça?

– E o Cumpadi Washington, tem a maior cara de pinguço de boteco da esquina, um péssimo gosto para roupa, mas come a Sheila Carvalho;

– E o pagodeiro Bello, metido com traficantes e até encomendando míssil anti-aéreo…

AONDE O MUNDO VAI PARAR???

Não quebre essa corrente!

Se vc passar essa mensagem para:

*1 pessoa: Morre o Xandy;
*2 pessoas: Morrem Xandy e Netinho;
*3 pessoas: Morrem o Bonde do Tigrão, o Cumpadi Washington, Xandy, Alexandre Pires e o Vavá;
*10 pessoas: Morrem É o Tchan, Alexandre Pires, Vavá, Frank Aguiar, qualquer nome ‘dos teclados´, a Kelly Key e o Xandy;
*25 pessoas: Haverá um show de pagode/funk/axé no Afeganistão, em homenagem para o Bin Laden, e ele, para variar, decidirá jogar o avião dos ‘artistas´ em cima da casa do Xandy.
*50 pessoas: a Sandy se transformará em uma porra-loca, sairá na Playboy, se tornará stripper de uma boate em Copacabana e cobrará 10 mangos mais uma coxinha com Sukita pelo programa, e seu irmão, o Júnior, mudará de sexo, e passará a se chamar Samantha, e o melhor de tudo: ficará mudo.

CASO VOCÊ NÃO PASSE ESSA MENSAGEM PARA FRENTE, TODOS OS RÁDIOS À SUA VOLTA TOCARÃO ETERNAMENTE ´EGÜINHA POCOTÓ´, ´BABA BABY´, ´MAIONESE´, `CRÉU’, etc……………


Isso é assunto sério!!! Não quebre esta corrente!!!

**Essa me deu medo!!! Então passei pra frente!!!**


Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Arquivado em musica

MahaloDaily.com, mais um programa do youtube

Welcome to the September 12th edition of This Week in YouTube with Leah D’Emilio and Lon Harris. Today, this hosting duo reports on Oasis’ Noel Gallagher’s assault in Toronto, the aftermath, or lac…

Deixe um comentário

Arquivado em cultura, notícias, sites legais

Domingo com os trapalhões – Aparício

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Pirate Bay cai na ratoeira de cadeia de televisão e boicota media tradicionais

reblogado do – http://feeds.feedburner.com/~r/remixtures/~3/391446857/

“Toda a forma de censura é ignóbil. Ponto final.” Este tem sido desde sempre o lema dos administradores do Pirate Bay desde a criação do popular tracker sueco de BitTorrent em 2003. Contra ventos e marés, em oposição a poderosos conglomerados transnacionais, esta inflexibilidade dos “piratas suecos” na sua posição em relação à liberdade de expressão tem gerado muitas agruras para os lados da “Baía dos Piratas”.

A única concessão à censura e à filtragem diz exclusivamente respeito àqueles conteúdos que à luz da lei sueca sejam considerados explicitamente ilegais, como as imagens de pedofilia. Quanto ao resto, a posição de Peter Sunde, o porta-voz oficial do site, tem sido a mesma que já Voltaire defendia no século XVIII: “Não concordo com uma única palavra do que dizeis, mas defenderei até à morte o vosso direito de dizê-lo.”

Como os media tradicionais não captaram bem ainda as reais implicações desta frase, eles continuam a fazer tudo por tudo para restituir o seu mundo pré-Web compostos de filtros, porteiros, intermediários, barreiras e muros de toda a espécie para criar uma sensação artificial de segurança. Desta feita, uma estação de televisão local decidiu montar uma armadilha visando deliberadamente encurralar Peter Sunde, o porta-voz do Pirate Bay, e denegrir a imagem do site aos olhos da opinião pública sueca.

A razão por que um órgão de comunicação social com uma missão “informativa” – logo, supostamente regido por uma deontologia profissional que coloca em primeiro lugar a “objectividade” jornalística – decidiu tramar o Pirate Bay afigura-se de fácil apreensão se percebermos um pouco mais os contornos deste escândalo.  Em primeiro lugar e por mais que os jornalistas e executivos da indústria da televisão se recusem a admiti-lo, a verdade é que são muitos aqueles que se sentem ameaçados por um grupo de hackers suecos dispostos a quebrarem o monopólio da comunicação ao permitirem que qualquer um difunda livremente e sem quaisquer entraves textos, sons, imagens, vídeos, software, etc.

Em segundo lugar e não obstante os grandes media se atribuírem a si próprios a função de guardiões da moral pública, porque as televisões se alimentam de escândalos, de sensacionalismos e da devassa da intimidade de estranhos. Em especial, quando este caldeirão diz respeito à violência ou a actos sexuais contra crianças. Ora, foi justamente isto o que aconteceu nesta armadilha montada para espezinhar o Pirate Bay. Como retaliação, os piratas suecos decidiram boicotar todos os contactos com os media tradicionais.

No início de Agosto, alguém fez o upload de um torrent de umas fotos da autópsia de dois bebés assassinados em Março passado na localidade sueca de Arboga, localizada no sudeste do país. O caso que gerou uma comoção de enormes proporções junto da opinião pública sueca – em parte porque o pai das crianças foi erroneamente acusado e detido -, tem enchido desde há vários meses as manchetes dos jornais nacionais.

O pai das crianças solicitou então aos administradores do Pirate Bay que estes removessem o torrent associado às imagens do site. Mas estes, fazendo juz aos seus princípios contra qualquer forma de censura, recusaram aceder ao pedido. Isto gerou uma enorme repercussão nos media tradicionais que aproveitaram para transmitir a mensagem de que os piratas suecas não passam de um bando de mal encarados, gente sem escrúpulos e sem sentimentos, niilistas, desumanos, adoradores de Satanás, etc.

Mas como eu já referi, os únicos casos em que o Pirate Bay admite censurar conteúdos é quando se trata de material considerado ilegal pela lei sueca. Acontece que na Suécia existe uma lei que exige que a partir do momento em que um inquérito criminal é encerrado todos os documentos relativos a ele sejam tornados públicos. Embora as autoridades não divulgam online por sua conta e risco esses dados, qualquer cidadão pode fazê-lo se solicitar uma cópia. Foi precisamente isto que aconteceu nesta situação quando um desconhecido publicou um torrent para o Pirate Bay com esses ficheiros, motivado por vá-se lá saber que tipo de curiosidade mórbida ou até – quem sabe? – pelo desejo de deixar os administradores do site em maus lençóis… 

Esta semana, Peter Sunde foi convidado a participar num talkshow da TV4. Segundo ele contou mais tarde no seu blog pessoal, a jornalista garantiu-lhe que o objectivo do programa seria apenas debater a polémica à volta destes assassinatos, a política de divulgação pública de documentos sobre investigações policiais e a censura e liberdade de expressão na Internet. Pressentindo que o programa poderia ser uma mera oportunidade para acicatar ainda mais os ânimos exaltados de ambas as partes, Sunde especificou à jornalista que apenas estaria presente se o pai das crianças não estivesse presente.

Mas como toda a gente sabe, a ética e a deontologia jornalística não passam hoje em dia de palavras vãs para sossegar as mentes moralistas. Na quinta-feira à noite. o programa começou logo com um frente-a-frente de Sunde com o pai das crianças que se fez estar virtualmente presente através de uma videoconferência onde afirmou sentir-se ofendido pela resposta enviada pelo Pirate Bay via email. De seguida, o apresentador do debate perguntou a Sunde o que é que ele gostaria de dizer ao pai.

A resposta da “Baía dos Piratas” a esta ultrajante falta de palavra não se fez esperar: “Devido ao último dos órgãos de comunicação social de referência ter-se mostrado ontem à noite incapaz de cumprir com a palavra dada, decidimos suspender todos os nossos contactos actuais com a imprensa.” Com efeito, outra coisa não seria de esperar por parte do Pirate Bay. Retirar o torrent associado àquelas fotos do site – por mais atrozes que elas sejam – nunca iria impedir a sua disseminação viral pela Web. Muito pelo contrário, apenas serviria para aumentar o interesse pelas imagens, como aliás aconteceu desde que os media tradicionais decidiram empolar toda esta situação, sequiosos que são por mais e mais audiências.

Mais ainda, a remoção de conteúdos tendo como único critério de conduta o respeito pela dignidade dos outros e o sentido de moralidade constituiria um precedente óbvio que daria muito jeito para os poderes instituídos noutras situações futuras.

Nota: a imagem que acompanha este artigo está disponível aqui segundo uma licença CC-BY-NC-SA 2.0 e pertence a seanbonner

Tags: , ,

Deixe um comentário

Arquivado em cultura web

Café Tacvba – Volver A Comenzar

Deixe um comentário

Arquivado em musica

Justice – DVNO Official HQ

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A morte de Steve Jobs – Bloomberg

Virou notícia no mundo todo o obituário de Steve Jobs publicado erroneamente pela agência Bloomberg no dia 28 de agosto. O erro da agência não é novidade no meio jornalístico: não são tão raras as vezes em que uma personalidade foi “morta” antecipadamente pela imprensa. A falha é inerente à atividade humana. No caso da Bloomberg, as observações contidas no texto publicado – sobre pessoas na Apple a serem contatadas no dia da morte de Jobs e as informações factuais substituídas por espaços ocupados por XXX – aumentam ainda mais o impacto do erro cometido.

via –> http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=502IMQ006

outros links pra pra morte dele.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u438938.shtml

http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2008/09/09/steve_jobs_ironiza_noticia_de_sua_morte_apresenta_novos_produtos_da_apple-548141913.asp

Deixe um comentário

Arquivado em musica, news, web culture