Arquivo do mês: julho 2008

t-shirts for geeks that do not suck

good stuff by http://internetducttape.com/2006/12/14/107-t-shirts-for-geeks-that-do-not-suck/

Being naked sucks.

Not for you, but the people around you. You might be living the geek
dream, but a chubby belly, pale skin, and the muscle tone of a newborn
calve isn’t doing anything for the people who have to look at you.

That’s why t-shirts are good.

(bad example, she probably looks good without a t-shirt)

Nerds like shirts-with-funny-things-on-them like a fat kid likes
cake. I don’t know why; I’m not a psychologist (although I play one on
the Internet). But you can use that to your advantage. It’s might be
too late to order t-shirts online in time for Christmas, but I thought
I’d continue my Gift Guide for Geeks by taking a look at some of the best shirt choices on several popular websites.

If you’re a t-shirt addict, you might want to check out some of these fine blogs that are devoted to t-shirts: addic[tee]d, Preshrunk, iloveyourshirt, and tcritic. I’m only doing this for one post; they do this all the time.

On to the t-shirts!

The usual yada-yada: if you disagree with my picks, or you think I
missed something then leave a comment and I’ll update. There are no affiliate links in this post (//engtech is a hobby, not a business).
I only directly link to the product for Threadless and Etsy, because I
know they won’t break the link when my back is turned. Photos are from
the respective websites. Am I missing a good store? Tell me.

Legend

  • tg – Think Geek is one of
    the most well known geek stores on the Internet. Penny Arcade and
    Slashdot sell stuff through them. I’ve ordered from them before.
  • jx – Jinx is a popular site with gamers. I’ve ordered from them before.
  • pr – Phatrags is a site I hadn’t heard of before. More offensive than others.
  • tsh – T-shirt Hell is another site with a lot of offensive t-shirts.
  • gv – Geek Vogue is a European site. I hadn’t heard of them before but their email inspired this post.
  • tl – Threadless constantly gets rave reviews from everyone who uses them and has a thriving community.
  • ns – Nerdy Shirts is proof that StumbleUpon can be useful.
  • fic – Found Item Clothing sells t-shirts you see in movies and on TV.
    ec – Enclothe.
  • od – Oddica.
  • et – Etsy (lots of handmade stuff here).
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cultura web, web culture

Nerdyshirts

from http://www.nerdyshirts.com/

The Family Tree

You complete me

Deixe um comentário

Arquivado em cultura web, web culture

Macgyver

Deixe um comentário

Arquivado em cultura web, web culture

A INTERNET NÃO EXISTE

A INTERNET NÃO EXISTE
por Eloar Guazzelli Filho

Foi assim que o velho cineasta respondeu a respeito do uso pirata de seus filmes em diversos sítios da web. O repórter que praticamente tinha nascido com a rede mundial de computadores não podia acreditar e repetiu a dose.

O velho cineasta que era contemporâneo do teletipo respondeu com a mesma calma de antes.

– A Internet não existe.

Mas resolveu emendar porque estava com medo do olhar apoplético do seu interlocutor.

– A Internet só existe enquanto seus feixes de luz forem alimentados por alguma forma de energia. Pelo menos dessas fontes que hoje conhecemos. No dia em que faltar alimentação ela vai simplesmente fazer poft. Com suas wikipedias, sítios, blogs, comunidades e naus piratas.

O repórter estava a beira de um ataque de nervos mas ainda teve forças pra perguntar o que ele faria com seus filmes.

O velho sorriu.

– Tenho um projetor manual e vou  coloca-lo num castelo que possuo perto de Avignon. E de tempos em tempos irei reunir algumas pessoas para demoradas projeções. Na verdade vou pedir para alguém mais novo me ajudar.

O repórter pediu licença e foi no banheiro recarregar suas baterias com aquele farelinho brilhante que agita as moléculas.

Eu não estava lá, na verdade alguém me contou esse episódio no meio da fumaça numa dessas festas paulistanas. Acho que foi porque eu depositava minhas últimas esperanças presse pobre planeta desgovernado numa falta geral de energia. Um apagão mundial.

Não, eu não sou ludita. Pra quem não sabe (fui ali no google que não existe e dei uma confirmadinha) luditas é o nome que se deu para os seguidores de Ned Ludd, o líder de uma revolta de artesões lá no séc XVII. Eles quebravam as máquinas recém introduzidas pela dita Revolução Industrial porque segundo sua visão elas provocavam desemprego. E era verdade, ainda que ficassem estigmatizados como reacionários lutando contra o progresso. Enfim, não é minha intenção embarcar nesse atoleiro histórico-antropológico e só quero deixar claro que acho muito bom dispor das regalias tecnológicas que a rede me deu, tanto é que me modernizei a ponto de coordenar uma equipe de desenhistas à distância. Estou fazendo a direção de arte do longa-metragem  Fuga em Ré para Kraunus e Pletskaya (da Otto Desenhos Animados) daqui de São Paulo. Graças a esses feixes de luz consigo trabalhar sossegado e ainda evitar as tentações da esbórnia portoalegrense (gastei 38 anos da minha vida nela…). Também graças a web  posso fazer frelas para clientes que nunca vi. E ainda recebo meu pagamento  por vias eletrônicas. Tudo isso é muito lindo e prático  mesmo. Claro que tem as contrapartidas perigosas como esse maldito Orkut  que traz de volta criaturas do passado que a gente faz terapia pra esquecer .

Mas isso não é o suficiente pra nos tornar luditas. O problema é que cada vez mais tenho a impressão que à sofisticação dos aparelhos corresponde uma pobreza imensa e crescente das almas que as manipulam.

Deus do Céu! olhai esses textos comoventes da web, correntes, correntinhas, chororicos clçasse média e ainda por cima na vida real tropeço com  esses trechos horrorosos de intimidades que a gente tem de escutar  nos elevadores da vida, cercados por esses telefoninhos e suas musiquinhas infames. E lá vamos escutar histórias de anjos e arcanjos, previsões dadas por  Runas eletrônicas, recheadas por conselhos de Budistas baratos.

Isso sem contar os camionetões, os fones de ouvido, a tv do metro, os filmes nos ônibus, a bienal, as bienais. E eu nem falei dos mísseis coreanos, paquistaneses, israelenses, texanos…

Não, eu não sou ludita, mas acho que só o silencio pode nos  salvar.

E só cortando a luz pra trazer o silencio de volta, ainda que nos primeiros eternos minutos do grande apagão o que a gente vai escutar mesmo é o grito histéricos dos banhistas pegos em cheio pelas águas que voltarão a ser geladas.

E eu vou pegar meu tacape, um bloco com um toco de lápiz e daí tomar o rumo do castelo daquele velho cineasta.

Eloar Guazzelli Filho

http://www.nao-til.com.br/nao-83/a_internet_nao_existe.html

postado pela lelex na lista do metareciclagem

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Prêmios SourceForge 2008: OpenOffice.org é o grande vencedor

O SourceForge.net anunciou o resultado final do “Community Choice Awards 2008” com os ganhadores de cada uma das 12 categorias. A pacote OpenOffice.org foi o grande vencedor com prêmio em 3 categorias (incluindo melhor projeto), mas também se destaca o phpMyAdmin, e o próprio Linux, que ganhou o prêmio de projeto “mais provável de mudar o mundo”.

Lista oficial: http://sourceforge.net/community/cca08/

Fonte: http://barrapunto.com/articles/08/07/29/1219229.shtml

Comente: http://www.noticiaslinux.com.br/nl1217387576.html#comentarios

Deixe um comentário

Arquivado em cultura web, notícias, web culture

Comic-Con 2008 – X-Men Origins: Wolverine

A ComicCon 2008 é uma convenção de fãs de história em quadrinhos que ocorre anualmente em San Diego, Estados Unidos. Foi criada em 1970. Lá rolaram vários acontecimentos, que vou blogar ainda aki,  como um novo teaser/trailer do aguardado X-Men Origins: Wolverine a estréia prevista é 1€ de maio de 2009.

Deixe um comentário

Arquivado em news, notícias

Fotos legais, pq só nick cansa a galera tb…

Se tem uma coisa que acho massa são as fotos que a galera coloca nos seus msn’s e gtalk’s, vamos iniciar uma nova série, Fotos legais.

Julieet Júlia chico fedorachicofedora

Olívia Purê  

1 comentário

Arquivado em cultura web, web culture